Email Security

94% dos ataques começam com um e-mail, no entanto os controles de segurança tradicionais continuam insuficientes. A situação está piorando, à medida que os ataques de spear phishing e clonagem ficam cada vez mais sutis e sofisticados.

Os colaboradores e usuários das empresas estão sendo visados por criminosos virtuais, que utilizam técnicas avançadas para enganar as pessoas. Além disso, o erro de colaboradores e as ameaças internas devem ser contidos para evitar vulnerabilidades ou vazamentos de dados não intencionais.

As ferramentas tradicionais de segurança de e-mail funcionam através da análise isolada de e-mails e em um momento específico, correlacionando-os em relação a regras estáticas e listas negras. Apesar desta abordagem detectar spams, ela não consegue identificar os pontos fracos de um ataque de e-mail avançado ou de um problema de conformidade.

Diagrama da segurança de e-mails, demonstrando as integrações com IaaS e SaaS.

A abordagem da Cyber AI Platform da Darktrace preenche a lacuna entre o que ocorre na camada externa de e-mails e o que acontece dentro da rede pela primeira vez. Ao tratar os destinatários como indivíduos dinâmicos ao invés de simples endereços de e-mail, a Darktrace analisa todo o escopo do ‘padrão de comportamento’ de um colaborador conforme se manifesta em diversas partes da empresa, o que proporciona um contexto multidimensional à questão de um determinado e-mail ser ou não uma ameaça real.

O Módulo de E-mail da Darktrace Antigena permite que as organizações detectem todos os tipos de ameaças por e-mail, incluindo:

  • Campanhas direcionadas de spear phishing
  • E-mails desviados ou não autorizados
  • Engenharia social
  • Interceptação de contas
  • Falsificação de identidade de indivíduos, domínios ou serviços
  • Malware desconhecido
  • Vazamentos de dados
Saiba mais sobre o Antigena Email